Ecossistema

Covid-19 já pode ser codificada no DRG Brasil

DRG Brasil
Postado em 9 de abril de 2020 - Atualizado em 23 de fevereiro de 2021

Diante da situação da pandemia de Covid-19, foi criado um novo código CID pela OMS para identificação dos casos da doença. A plataforma DRG Brasil, por sua vez, já inseriu a condição clínica nos algoritmos do sistema, possibilitando efetivar a codificação da Covid-19.

Diante da situação da pandemia de Covid-19, foi criado um novo código CID pela OMS para identificação dos casos da doença.

CID é a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde. Ela contém cerca de 55 mil códigos para lesões, doenças e causas de óbito, sendo que o da Covid-19 é CID10 U07.1. A CID serve para fornecer uma linguagem comum que permite aos profissionais de saúde compartilhar informações em nível global.

A plataforma DRG Brasil, por sua vez, já inseriu a condição clínica nos algoritmos do sistema, possibilitando efetivar a codificação da Covid-19.

A SBAIS (Sociedade Brasileira dos Analistas de Informação em Saúde), entidade parceira do DRG Brasil, dá orientações de como fazer essa codificação. Veja:

  • O código CID10 U07.1, Covid-19, deve ser usado para altas após 1 de abril de 2020. O código foi desenvolvido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e deve ser usado como diagnóstico principal.

  • O código só deve ser utilizado como CID principal e a codificação deve ser sequenciada pelos códigos apropriados para manifestações associadas.
  • A intenção da diretriz é codificar apenas casos confirmados de Covid-19, e não suspeitos.
  • Devido à crescente necessidade de identificar Covid-19 de maneira exclusiva, esse código não pode ser utilizado para quaisquer outros coronavírus.
  • À medida que os diagnósticos secundários forem adicionados, a distribuição ou mudança de DRG pode ocorrer, como por exemplo, o uso da ventilação mecânica.

“Este paciente é um caso confirmado de COVID-19. Gentileza seguir as orientações protocolares do Ministério da Saúde e demais evidências. Notifique o caso à CCIH da instituição.”

Vamos juntos enfrentar a pandemia do novo Coronavírus, valorizando a vida dos pacientes e prezando pela sustentabilidade das organizações de saúde de todo o país.

Este post é uma parceria com a SBAIS - Sociedade Brasileira dos Analistas de Informação em Saúde

Posts Relacionados

Tania Grillo é presença confirmada no I Congresso Brasileiro de Auditoria e Gestão de Produtos para Saúde OPME-DMI

Ecossistema
10 de maio de 2022
leia agora

Curso da ONA sobre Governança Clínica Baseada em Valor terá cofundadores da plataforma Valor Saúde Brasil como professores

Ecossistema
2 de maio de 2022
leia agora

Gestão de custos: como estruturar centros de custos nos hospitais?

Ecossistema
20 de abril de 2022
leia agora

(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital