Modelo Assistencial

DRG Brasil – Evolução de uma metodologia que faz história

DRG Brasil
Postado em 20 de fevereiro de 2019 - Atualizado em 13 de maio de 2024

Conheça a linha do tempo de evolução da metodologia que tem transformado a forma de fazer gestão de saúde no Brasil.

O Diretor Executivo do IAG Saúde e DRG Brasil, Breno Duarte Roberto, explica de forma didática a evolução do DRG.

Desde 2004 em constante aprimoramento técnico, o DRG Brasil tem beneficiado hospitais, operadoras e sistemas de saúde por meio de metodologia sofisticada, melhorando a qualidade da assistência a milhares de pacientes e reduzindo os custos provenientes dos desperdícios.
O DRG, Diagnosis Related Groups, (em português: Grupo de Diagnósticos Relacionados), atua de forma efetiva na classificação de pacientes internados em hospitais. A partir disso, é possível calcular o tempo de permanência previsto do paciente e os recursos necessários à sua assistência segura, otimizando os custos dos serviços de saúde.
A evolução da metodologia DRG começa na década de 1960 na Universidade Yale (EUA). À princípio, o DRG foi estruturado para monitoramento dos serviços hospitalares, sendo a sua primeira aplicação em larga escala no final dos anos 1970, no estado americano de New Jersey.
Em 1988, Portugal se torna o primeiro país europeu a desenvolver a metodologia, que nos meses seguintes, chegaria em várias partes do mundo como Austrália, Espanha, França, Inglaterra e Itália. A partir de 1990, o método de pagamento prospectivo utilizando a ferramenta se tornou comum nos países desenvolvidos.
Já em solo nacional, a metodologia DRG começa a ser refinada para os códigos de saúde brasileiros por pesquisadores médicos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais (Feluma). O desenvolvimento do DRG Brasil foi acompanhado de perto pelos PhDs em gestão de saúde Dra. Tania Grillo e Dr. Renato Couto, responsáveis pela implementação do DRG no território brasileiro.
Em 2011, a Unimed BH inova e se torna o primeiro cliente do DRG Brasil, começando a deslocar-se do modelo fee-for-service. De lá para cá, várias mudanças no sistema de saúde podem ser percebidas, tanto em unidades da saúde suplementar, tanto no Sistema Único de Saúde (SUS).
Em 2018, o DRG Brasil® é utilizado por operadoras e hospitais que abrangem quase 12 milhões de cidadãos brasileiros, com representatividade em todas as regiões do país. Até o momento são mais de 1,5 milhão de internações avaliadas, mais de 400 hospitais que trabalham com a metodologia no dia a dia e mais de 80 operadoras, públicas e privadas, que aplicam o DRG Brasil para a transformação do modelo assistencial e remuneratório do sistema de saúde brasileiro. 

Conheça mais sobre a história do DRG Brasil no vídeo:

Posts Relacionados

Tempo de espera do paciente: como diminuir

Modelo Assistencial
23 de maio de 2024
leia agora

Como aumentar a produtividade de equipes assistenciais em hospitais?

Modelo Assistencial
16 de maio de 2024
leia agora

Hospital Santo Antônio usa DRG Brasil para melhorar atendimento nas linhas de cuidado de pacientes com asma e sepse

Modelo Assistencial
3 de maio de 2024
leia agora
QMS Certification

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.


(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital