Modelo Assistencial

Hospital Santo Antônio usa DRG Brasil para melhorar atendimento nas linhas de cuidado de pacientes com asma e sepse

DRG Brasil
Postado em 3 de maio de 2024 - Atualizado em 13 de maio de 2024

O Hospital Santo Antônio é classificado pelo Índice Valor Saúde Brasil (IVSB) como líder nas linhas de cuidado de Atendimento a Pacientes com Asma e Sepse

Com o uso da plataforma Valor Saúde Brasil by DRG Brasil + Inteligência Artificial a instituição conheceu o perfil epidemiológico de seus pacientes, estruturou protocolos gerenciados de asma e sepse e identificou a necessidade ampliar a sala de emergência - novos leitos foram instalados, os pacientes foram separados por perfil e um sistema lean foi implantado. 

Como resultado, as taxas de média permanência e de internações evitáveis melhoraram e a qualidade assistencial também. 

Confira mais detalhes desta história de sucesso no case apresentado pelo Leonardo Rodrigues da Silva, Gerente Médico do Hospital Santo Antônio, na Jornada Valor em Saúde Brasil 2023. 

Sobre a instituição

Localizado na cidade de Blumenau (SC), o Hospital Santo Antônio tem um atendimento 92% voltado para pacientes do SUS. A instituição realiza cerca de 260 mil atendimentos por ano, sendo mais de 80 mil na Unidade de Emergência e é considerada referência para 52 municípios em diversas especialidades, como:

  • Oncologia Adulto e Pediátrica
  • Gestação de Alto Risco
  • Traumatologia
  • Cirurgia Bariátrica

O Hospital Santo Antônio possui a acreditação de excelência nível 2 da Organização Nacional de Acreditação (ONA) e está em busca do nível 3.

Implantação do DRG Brasil

O principal objetivo do Hospital Santo Antônio com a contratação da plataforma Valor Saúde Brasil by DRG Brasil + Inteligência Artificial era identificar o perfil epidemiológico da instituição. A partir dessa análise, o hospital conseguiu estruturar protocolos gerenciados de asma e sepse, bem como ampliar a sala de emergência de pacientes adultos com novos leitos.

Algumas mudanças significativas na sala de emergência foram a implantação de um sistema lean e a separação dos perfis de pacientes, que foram designados para equipes diferentes de acordo com a complexidade dos casos. Existe uma equipe responsável por pacientes de baixa complexidade e outra por pacientes de alta complexidade. A divisão de equipes é feita pela Classificação de Manchester. 

Com essa separação, a instituição conseguiu evitar a sobrecarga de um único plantonista, que atendia tanto pacientes graves quanto de baixa complexidade, melhorando as taxas de média permanência e internações evitáveis. Além disso, a residência de Clínica Médica assumiu 100% dos atendimentos na emergência de pacientes adultos, o que contribuiu para o aumento da qualidade assistencial.

Veja os resultados alcançados com o Projeto Lean no pronto-socorro:

  • Melhora na classificação de risco
  • Otimização de recursos e de pessoas - a alocação passou a ser feita de acordo com o perfil de gravidade
  • Melhora no tempo de entrega de resultados de laboratório e realização de exames de imagem
  • Condutas mais assertivas e ágeis em função da melhora no tempo de entrega e realização de exames
  • Participação de toda a equipe do pronto-socorro no processo de melhoria contínua

Ações adotadas pela instituição 

Treinamento médico

O Hospital Santo Antônio realiza treinamento médico com todo o corpo clínico. Na sala de emergência gerenciada pela residência de Clínica Médica, esse treinamento foi facilitado, uma vez que a equipe é reduzida e não existe rotatividade de plantonistas. 

Além disso, todos os atendimentos graves que chegam à sala de emergência são discutidos em 24 horas com a equipe de hospitalistas. Outra medida adotada foi a atualização conforme os últimos guidelines de asma e sepse.

Atendimento primário de qualidade

Com a qualidade do atendimento primário, a instituição tem alcançado resultados positivos no tempo de internação de pacientes com asma e sepse, além de evitar internações desnecessárias. 

Alta segura

A instituição permite que o paciente continue no ambulatório de Clínica Médica até que ele possa ter acesso ao médico especialista, evitando a descontinuidade do tratamento fora do hospital. 

Protocolo gerenciado de sepse

O Hospital Santo Antônio fez um protocolo de sepse totalmente gerenciado em tempo real, que é acionado através da detecção automática de sinais vitais alterados. Dessa forma, a instituição tem a sua disposição uma dupla checagem: quando a enfermagem não consegue detectar a alteração de sinais vitais, a Central de Monitoramento Assistencial entra em contato com a equipe para avisar que existe um paciente em protocolo de sepse.

Com esse gerenciamento, a instituição alcançou uma taxa de mortalidade muito baixa.

O que a instituição almeja para o futuro?

Para o futuro, o Hospital Santo Antônio deseja ampliar a Central de Monitoramento Assistencial que se encontra no Núcleo Interno de Regulação. O objetivo é criar uma estrutura própria para ela, com gestão e ampliação de protocolos gerenciados.

Além disso, a instituição tem como meta a análise em tempo real de resultados laboratoriais críticos. Dessa forma, quando houver um resultado laboratorial crítico, a Central de Monitoramento Assistencial automaticamente vai iniciar. 

Assim como o Hospital Santo Antônio, hospitais de todo o Brasil estão alcançando resultados positivos com o apoio da plataforma Valor Saúde Brasil powered by DRG Brasil + Inteligência Artificial. Confira depoimentos de alguns deles:

Se você quiser saber mais sobre a ferramenta, fale com um dos nossos especialistas!


Crédito/imagem: SeventyFour by iStock

Posts Relacionados

Tempo de espera do paciente: como diminuir

Modelo Assistencial
23 de maio de 2024
leia agora

Como aumentar a produtividade de equipes assistenciais em hospitais?

Modelo Assistencial
16 de maio de 2024
leia agora

Codificação clínica: o que é e qual a real importância?

Modelo Assistencial
3 de maio de 2024
leia agora
QMS Certification

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.


(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital