Ecossistema

Estimativa de Custos Operacionais dos leitos de UTI Adulto em consequência do Covid-19

DRG Brasil
Postado em 13 de maio de 2020 - Atualizado em 28 de setembro de 2023

Uma pergunta que tem habitado as mentes dos gestores da rede hospitalar brasileira é compreender quanto custará o tratamento da nova doença Covid-19, em especial dos leitos de UTI Adulto. Para contribuir com a sociedade elucidando alguns pontos relevantes dessa impactante pandemia, a Planisa, Prospera e Funcional Health Analytics, apresentam o resultado de um estudo minucioso sobre os custos da capacidade instalada dos leitos de terapia intensiva (UTI) para um adulto no Brasil.

No presente estudo foram considerados dados do ano 2019 de 106 hospitais que tem em sua origem diferentes estruturas jurídicas:

Ao analisar o custo em cada uma dessas organizações observamos o valor médio ponderado de R$ 1.934 por dia de UTI adulto, conforme demonstrado na tabela abaixo.

No presente estudo a metodologia de custeio por absorção plena foi utilizada, de forma padronizada, a qual considera que todos os custos de produção são alocados ao custo da diária de UTI, incluindo custos diretos e indiretos, portanto todos os custos necessários para operação de um leito hospitalar, incluindo equipe médica, enfermagem, materiais, medicamentos e serviços de apoio e administrativo etc. Considera-se, contudo, que não é habitual o uso de EPI com a intensidade recomendada no tratamento do Covid-19, o que poderá implicar em custos ainda maiores. Ainda sobre a utilização de leitos de terapia intensiva nos casos de pacientes com insuficiência respiratória aguda relacionada ao coronavírus, a necessidade de suporte ventilatório invasivo e intubação orotraqueal é maior que a habitual(1).

O estudo atual apresenta ênfase apenas em leitos de UTI adulto, uma vez que o destino principal dos casos graves de pacientes infectados pelo Covid-19 são essas unidades. Pelos dados divulgados até o momento, cerca de 4,7% dos pacientes necessitam de suporte em ambiente de terapia intensiva e 2,3% de ventilação mecânica invasiva(2).

Na experiência clínica de médicos intensivistas na gestão dos leitos de UTI adulto é comum ter na sua ocupação pelo menos 40% dos leitos com pacientes de maior severidade. Além desse cenário temos a decisão de suspensão das cirurgias eletivas para todo sistema de saúde. Assim, estimamos mais de 60% dos leitos de UTI adulto existentes no sistema de saúde poderão estar disponíveis para tratamento de pessoas com Covid-19.

Atualmente o país tem 15,3 mil leitos de UTIs adulto disponíveis no SUS e 16,7 mil no sistema privado (3). Também deve-se considerar a portaria 414 do Gabinete do Ministério de Saúde, de 18 de março, que prevê a ampliação da rede SUS em mais 2.540 leitos, pelo prazo de 90 dias.

A estimativa de novos leitos ainda é incerta, uma vez que não se sabe exatamente o nível de demanda que será gerada pelo covid-19, uma vez que vários fatores influenciam esses números, alguns exemplos: o menor percentual de idosos da população brasileira quando comparada aos países europeus, se há influência do Brasil estar no hemisfério sul, aincerteza da curva de crescimento de novos casos, os níveis de transmissão distintas entre os Estados, as características regionais, um cidadão ribeirinho do amazonas frente a um cidadão que mora na cidade de São Paulo. Enfim, um conjunto de variáveis que podem aumentar ou diminuir a demanda por novos leitos de UTI Adulto.

Assim, ao considerarmos o  resultado do estudo desenvolvido, de que um leito de UTI custa, em média, R$ 1.934,00 por dia de internação, na hipótese de que 40% desses leitos se manterão ocupados por outras enfermidades e cerca de 60% estará disponível para o tratamento do COVID-19, considerando ainda que 4,7% dos infectados necessitam de leitos de terapia intensiva, concluímos:

  • Considerando as premissas descritas acima, a capacidade instalada seria suficiente para tratar uma população de até 408 mil infectados simultaneamente;
  • Adicionando-se mais 2,54 mil leitos exclusivos para o tratamento da doença COVID-19 nos tornamos preparados para enfrentar o volume de 463 milinfectados simultaneamente.

Essas projeções são apenas exercícios para estimar a capacidade de leitos hospitalares de terapia intensiva (UTI) adulto instalados no país e os custos associados a eles. O custo diário desses leitos demandados especificamente para o tratamento do Covid-19 será de R$ 42 milhões por dia, acima de R$ 1,27 bilhão por mês, a depender da efetividade da implantação dos novos leitos e seu respectivo custo.

Referências

  • Xiaobo Yang, Yuan Yu, Jiqian Xu et al- Clinical course and outcomes of critically ill patients with SARS-CoV-2 pneumonia in Wuhan, China: a single-centered, retrospective, observational study - Lancet Respir Med 2020; Published Online February 21, 2020).
  • (W. Guan, Z. Ni, Yu Hu et al - Clinical Characteristics of Coronavirus Disease 2019 in China – NEJM February 28, 2020).
  • Ministério da Saúde do Brasil - Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde do Brasil. CNES. Fev/2020 (acessado em 25/03/2020 em http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?cnes/cnv/leiutibr.def)

Os autores

  1. Alexandre Vieira – Diretor da Funcional Health Analytics, médico intensivista.
  2. Eduardo Agostini – Diretor da Planisa
  3. Marcelo T. Carnielo – Diretor Técnico da Planisa, especialista e professor em gestão de custos hospitalares.
  4. Raquel Marimon – CEO da Prospera, atuária, diretora técnica de saúde do IBA – Instituto Brasileiro de Atuária.
  5. Ricardo Ramos – VP Funcional Health Tech, médico, Presidente ASAP – Aliança para a Saúde Populacional.

A Planisa faz parte do ecossistema de parceiros da Plataforma de Valor em Saúde DRG Brasil.

Posts Relacionados

A Revolução Silenciosa para a Sustentabilidade em Saúde nos Hospitais Filantrópicos

Ecossistema
24 de junho de 2024
leia agora

Cultura organizacional em hospitais: como focar na qualidade

Ecossistema
29 de maio de 2024
leia agora

52% dos hospitais listados no The World’s Best Hospitals in Brazil 2024 usam a plataforma Valor Saúde Brasil

Ecossistema
1 de abril de 2024
leia agora
QMS Certification

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.


(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital