Na Mídia

Covid-19: Maioria dos mortos pela doença em MG não tinha se vacinado; Renato Couto reforça a importância dos protocolos

DRG Brasil
Postado em 14 de outubro de 2021

Balanço divulgado pela SES-MG aponta que, entre abril e setembro de 2021, morreram mais de 26 mil pessoas pelo novo coronavírus. Dessas, cerca de 77% não haviam se vacinado. Confira a entrevista do Dr. Renato Couto para a reportagem da Record TV Minas.

Números divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais mostram que a maior parte dos óbitos no estado por Covid-19 foram de pessoas que não haviam se imunizado contra a doença. Os dados refletem a importância da vacinação contra o vírus, além de manter os protocolos de higiene mesmo pós-imunização.

Atualmente*, Minas Gerais registra 55.064 óbitos em toda a região, segundo boletim epidemiológico. Segundo dados do Vacinômetro do Governo de Minas, 84,28% da população mineira recebeu a primeira dose contra a Covid, enquanto 52,14% foram imunizados completamente com a segunda dose ou dose única. Veja em reportagem do Balanço Geral. 

Uma informação que chama atenção, de acordo com o SES/MG, é que, entre abril e setembro deste ano, 26 mil pessoas morreram por Covid – dessas, 20 mil ainda não haviam se imunizado. O relatório destaca também que, dos indivíduos que evoluíram para óbito e que tinham tomado as duas doses da vacina, 86% tinham comorbidades e 97% eram idosos.

Para o médico infectologista Renato Couto, a vacinação para o público mais velho é tão importante quanto para o público jovem. “A pessoa jovem possui um risco de letalidade menor. Se avaliarmos pessoas com menos de 30 anos, a chance de vir a falecer quando se tem comorbidades é remota, contudo, essa pessoa pode transmitir o vírus para os seus entes queridos”, afirma.

O especialista ainda ressalta a necessidade de se tomar todas as doses da vacina e permanecer com os hábitos de higiene e distanciamento social. “No momento em que estivermos com a cobertura vacinal completa, e acredito que até o fim do ano vamos conseguir, reduzimos o problema. Distanciamento social, uso de máscara... É importante ressaltar que a vacina ainda não é 100%, o vírus continua circulando, mas se eu estou vacinado e se me protejo, as chances de me contaminar são mínimas”, enfatiza.

Assista na íntegra à reportagem no canal do programa Balanço Geral, da TV Record Minas:

Renato Couto é presidente do Grupo IAG Saúde e cofundador da plataforma Valor Saúde Brasil by DRG Brasil.


  • Créditos/Referências:
  • *Números coletados pelo Informe Epidemiológico Coronavírus e o Vacina Minas de 14 de outubro de 2021
  • Conteúdo e vídeo: Balanço Geral MG
  • Imagem destacada: Fundo foto criado por freepik - br.freepik.com
  • Imagem Dr. Renato Couto: Divulgação Grupo IAG Saúde

Posts Relacionados

José Cechin entrevista Renato Couto em podcast do IESS sobre transparência e valor em saúde

Na Mídia
6 de agosto de 2021
leia agora

Dr. Renato Couto fala sobre imunização dos profissionais da saúde contra a Covid-19 em reportagem da Globo Minas

Na Mídia
22 de julho de 2021
leia agora

Prefeitura de BH ganha 1º lugar em prêmio internacional por eficiência no tempo de internação hospitalar

Na Mídia
11 de junho de 2021
leia agora

(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital