Ecossistema

Santa Casa é case em congresso do DRG Brasil em Belo Horizonte

DRG Brasil
Postado em 11 de dezembro de 2019 - Atualizado em 13 de maio de 2024

Neste ano a parceria entre a Santa Casa e a Planisa, empresa que também é parceira do DRG Brasil , deu início ao trabalho de alinhamento de dados através do software interno (MVPEP) e a ferramenta KPIH/DRG.

(Foto: Divulgação)

Durante a participação no IV Encontro Nacional – DRG Brasil em Belo Horizonte/MG, na última semana, a Santa Casa de Campo Grande, por meio da equipe de controladoria do hospital, foi reconhecida como case em modelo de gestão e implantação das metodologias de custeio hospitalar e DRG (Diagnosis Related Groups, que em tradução livre significa Grupo de Diagnósticos Relacionados). O evento reuniu cerca de 400 líderes e demais profissionais da área da saúde e abordou o tema “Geração de valor para todos -  Práticas bem-sucedidas nos diversos públicos do sistema de saúde”.

No início deste ano a parceria entre a Santa Casa e a Planisa, empresa que também é parceira do DRG Brasil e maior referência em custos hospitalares do país, deu início ao trabalho de alinhamento de dados através do software interno (MVPEP) e a ferramenta KPIH/DRG, uma integração desenvolvida pelo departamento TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) do hospital. Esta integração entre as duas ferramentas fez com que o hospital se destacasse no levantamento de dados específicos pós-alta dos pacientes e sobre todo o custo durante o período que esteve internado.

De acordo com o gerente de controladoria, Rinaldo Romano, atualmente a Santa Casa de Campo Grande, dentro do grupo de quatro outros hospitais do Brasil, é reconhecida como uma das mais específicas em relação a transparência e apuração de gestão hospitalar. “Mesmo em meio a tantos questionamentos, o nosso setor que tem pouco tempo de inserção no DRG Brasil e sendo novo no cenário econômico nacional, já se destaca e é case em congresso”, comentou o gerente.

Os grandes hospitais no Brasil possuem várias ferramentas para gestão, dentre elas está o “custo” que no ponto de vista financeiro é a melhor ferramenta. Há mais de um ano o hospital criou este setor voltado para mensurar a economia gerada e a eficiência do uso do leito no hospital, conforme é comprovada pelo gerente da Planisa, Thiago Camargo, que tem acompanho o progresso. “O projeto de gestão estratégica de custos na Santa Casa de Campo Grande vem sendo inovador desde o início, onde já na chegada da consultoria encontramos um hospital com maturidade na gestão dos indicadores financeiros, no sistema de gestão hospitalar e na equipe envolvida no projeto, o que contribuiu para elevar o nível e desenvolver projetos inovadores como o custeio por DRG, tornando um dos primeiros cases na gestão de custos por DRG, com diversas possibilidades como o pagamento baseado em valor, gerando maior a qualidade assistencial e otimizando recursos na saúde suplementar e pública do país”, afirma o gestor.

(Foto: Divulgação)

Representaram a Santa Casa o gerente de controladoria, Rinaldo Romano, o coordenador de custos, Bruno Capobianco e as enfermeiras codificadoras do DRG do hospital, Larissa Medeiros, Wilca Gregorio, Sheisa Santos e Mariana Pereira. Além deles, o trabalho também teve o apoio da diretora financeira, Sandra Ortega, equipe de TIC representada pela coordenadora de suporte de sistema TI, Eliz Oliveira, e de Karoline Bremm, José Carlos e Denner Marques (demais funcionários da controladoria).

DRG

O DRG é uma plataforma criada para o sistema de saúde do Brasil capaz de transformar dados assistenciais e econômicos em informações para aumentar a entrega de valor pelo sistema de saúde. Mensura e compara o desempenho – assistencial e econômico – de médicos, equipes, clínicas e hospitais com referenciais internos e externos nacionais. O DRG Brasil promove redução dos desperdícios do sistema de saúde, modelo remuneratório baseado em valor, controle da sinistralidade, sustentabilidade econômica do sistema de saúde, foco na segurança do paciente, predição de recursos e resultados, melhor desempenho da organização, avaliação da qualidade do serviço prestado e uso eficiente do leito hospitalar.

Fonte: Santa Casa de Campo Grande.

Esta publicação em nada reflete a opinião ou conhecimento pessoal da Presidência, da Diretoria ou da equipe do Grupo IAG Saúde, sendo seu caráter, unicamente informativo.

Posts Relacionados

A Revolução Silenciosa para a Sustentabilidade em Saúde nos Hospitais Filantrópicos

Ecossistema
24 de junho de 2024
leia agora

Cultura organizacional em hospitais: como focar na qualidade

Ecossistema
29 de maio de 2024
leia agora

52% dos hospitais listados no The World’s Best Hospitals in Brazil 2024 usam a plataforma Valor Saúde Brasil

Ecossistema
1 de abril de 2024
leia agora
QMS Certification

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.


(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital