Modelo Assistencial

Auditorias em saúde: quais são os tipos e como funcionam?

DRG Brasil
Postado em 9 de março de 2023 - Atualizado em 28 de setembro de 2023

As auditorias em saúde são fundamentais para melhorar a qualidade e a eficiência das instituições, além de contribuírem com uma melhoria dos serviços prestados para os pacientes.  Os processos de avaliação identificam falhas e indicam se as práticas estão seguindo as normas e as regulamentações.

Por esse motivo, é fundamental entender como as auditorias em saúde funcionam e saber como implementá-las. Boa leitura!

O que é auditoria em saúde e qual a sua contribuição para  a entrega de valor em saúde?

Auditorias na saúde são procedimentos que visam avaliar a qualidade dos serviços prestados pelos profissionais e instituições de saúde, verificar se eles estão adequados às normas e regulamentações.

Elas podem ser realizadas por profissionais da própria instituição ou por auditores externos contratados para essa finalidade e costumam abranger diferentes áreas, como gestão de custos, recursos humanos e atendimento ao paciente.

As auditorias são grandes oportunidades para as instituições melhorarem os processos de prestação de cuidados de saúde, a qualidade dos serviços prestados, a eficiência dos processos e a segurança dos pacientes.

Tipos de auditoria em saúde

Confira os principais tipos de auditoria em saúde realizados:

Auditoria preventiva

A auditoria preventiva na saúde acontece antes da prestação de serviços, visando identificar possíveis falhas que podem afetar a qualidade da assistência prestada ao paciente. 

Esse processo é uma forma de evitar erros e minimizar riscos, com foco na prevenção de problemas antes que eles ocorram. Por exemplo, uma instituição de saúde pode realizar uma auditoria preventiva antes da contratação de um novo fornecedor de materiais médicos.

Nessa avaliação, são verificados os processos de fabricação, os controles de qualidade e a conformidade com as normas regulatórias para garantir a qualidade dos produtos.

Auditoria Operacional

A auditoria operacional acontece para avaliar a eficiência e a eficácia dos processos operacionais das instituições de saúde e tem como objetivo melhorar o desempenho e a produtividade. 

Ela pode avaliar o desempenho de um hospital em relação à gestão de estoques de medicamentos e materiais médicos, por exemplo. Assim, os responsáveis verificam as operações de compra, armazenamento e distribuição, para identificar oportunidades de melhoria e garantir a disponibilidade desses recursos quando necessário.

Auditoria Concorrente

A auditoria em saúde concorrente é comum durante a prestação dos serviços, de modo a analisar a qualidade da assistência em tempo real. Esse processo verifica profissionais de saúde que acompanham o paciente durante todo o processo de atendimento, identificando possíveis falhas.

Por exemplo, um auditor concorrente pode avaliar o atendimento prestado a um paciente em um pronto-socorro, observando:

  • tempo de espera
  • acolhimento
  • diagnóstico
  • tratamento prescrito

Assim, garante a qualidade e segurança da assistência no centro de atendimento.

Auditoria de contas hospitalares

A auditoria de contas hospitalares verifica a conformidade das cobranças hospitalares em relação aos serviços prestados. Ela é importante para garantir que as cobranças hospitalares sejam justas e que os pacientes não sejam cobrados por serviços que não foram prestados.

Por exemplo, é possível avaliar se os procedimentos cobrados em uma conta hospitalar correspondem ao que foi efetivamente prestado ao paciente ao final do atendimento.

Auditoria analítica

Finalmente, a auditoria em saúde na modalidade analítica analisa a qualidade e a consistência dos dados e informações geradas pelos sistemas. Por exemplo, esse processo pode ser realizado para avaliar a efetividade de uma campanha de prevenção de doenças. 

Com isso, analisa os dados de internações hospitalares e de consultas médicas antes e após a campanha de prevenção, visando avaliar seu impacto na saúde da população.

Benefícios da auditoria em saúde

Adotar a auditoria em saúde pode trazer diversos benefícios para a instituição, para os profissionais e para a comunidade. Confira os principais pontos positivos:

Melhoria na qualidade do atendimento ao paciente

O principal objetivo da auditoria em saúde é melhorar a qualidade do atendimento ao paciente, por meio de propostas de melhoria e correções.

Redução de custos hospitalares

Ainda, esse processo de avaliação pode reduzir os custos hospitalares, uma vez que identifica gargalos na operação e possíveis falhas que custam recursos, como readmissão hospitalar.

Também é uma forma de garantir que as condições e normas estão sendo cumpridas, otimizando o uso do patrimônio.

Identificação de falhas e oportunidades de melhoria

Além de contribuir para o serviço ao paciente, a auditoria em saúde também identifica falhas e oportunidades de melhoria.

Cumprimento de normas e regulamentações

Finalmente, vale mencionar que a auditoria em saúde é responsável por garantir o cumprimento de normas e regulamentações nas instituições de saúde, seja no hospital ou na operadora. 

Sem essa operação, muitas atividades e práticas podem não corresponder às leis e política interna. Com o procedimento, torna-se mais simples identificar essas falhas e corrigi-las.

auditoria em saúde

Desafios na implementação de auditoria em saúde e como superá-los

Existem alguns desafios na implementação da auditoria em saúde. Pode existir certa resistência dos colaboradores, especialmente pela ideia negativa desse processo, dificultando as etapas e a coleta de dados.

Além disso, as auditorias requerem recursos, o que pode ser um desafio em algumas organizações. Sem um sistema adequado, não é possível ter padronização nas operações, reduzindo a qualidade dos resultados e o acompanhamento posterior.

Conheça solução que contribui com realização de auditorias em saúde de forma eficiente e precisa

Algumas tecnologias e soluções podem contribuir com a realização de auditorias em saúde, como, por exemplo, o DRG Brasil.

O DRG Brasil é uma metodologia utilizada para classificar pacientes hospitalizados de acordo com sua complexidade, permitindo comparar resultados e fazer previsões futuras precisas.

Essa categorização leva em conta o diagnóstico principal que levou à internação, as condições clínicas do paciente e seu histórico médico, cirurgias e intervenções terapêuticas, bem como características individuais, como idade, peso, gênero e comorbidades. 

Cada DRG é um “produto assistencial” clínico ou cirúrgico que tem um consumo homogêneo de recursos. 

O DRG Brasil é o único DRG do mundo desenvolvido de acordo com as características da população brasileira. A ferramenta mostra, em relatórios feitos a partir da análise de seu banco de dados, onde estão ocorrendo os desperdícios e falhas e o que precisa ser melhorado.

A utilização do DRG Brasil como metodologia de suporte no processo de auditoria e regulação proporciona excelência na gestão de saúde, otimizando importantes aspectos como:

qualidade da assistência prestada ao paciente — possibilita o acompanhamento do paciente durante o período de internação, bem como a identificação das condições adquiridas e dos riscos de reinternação;

previsibilidade de consumo — com a codificação de admissão, é possível prever o tempo médio de permanência e o potencial de consumo de recursos. Os dados são atualizados durante o período de internação até a efetivação da alta;

qualificação da rede — avaliação do custo-efetividade da rede, comparando o desempenho da rede prestadora para o mesmo DRG;

suporte para estratégia de remuneração — a qualificação da rede possibilita projetar estratégias de remuneração diferenciadas, baseadas em valor;

redução de custos e desperdícios — o estabelecimento de ações para melhorias conforme o perfil do prestador permite a definição de fluxo de notificação de eventos adversos, metas para redução em tempo de permanência, entre outros objetivos.

Vale a pena investir na auditoria em saúde?

A auditoria em saúde é um processo que traz mais transparência, credibilidade e aprimoramento para as instituições. Com esses processos, é possível identificar falhas, melhorar o serviço e garantir que as atividades estejam conforme as normas internas e externas.

Dessa forma, o cliente terá uma experiência mais positiva e a instituição manterá uma reputação positiva. Por isso, vale a pena investir nessa inovação, mas utilizando recursos modernos que reduzam os desafios de implementação.

Conheça o DRG Brasil e otimize os processos de auditoria na sua instituição de saúde.

Créditos/imagem:

Imagem de capa: juststock by Freepik

Imagem do corpo do texto: weerachon by iStock

Posts Relacionados

Operadoras de planos de saúde: um guia para a eficiência

Modelo Assistencial
18 de abril de 2024
leia agora

Hospital Nossa Senhora das Graças reduz permanência média em 1 dia com DRG Brasil

Modelo Assistencial
11 de abril de 2024
leia agora

Notificação de eventos adversos: um guia para hospitais

Modelo Assistencial
28 de março de 2024
leia agora
QMS Certification

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.


(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital