Modelo Assistencial

Como reduzir as taxas de readmissão hospitalar?

DRG Brasil
Postado em 22 de fevereiro de 2023

A taxa de readmissão hospitalar é um indicador que impacta diretamente nos resultados econômicos e assistenciais da instituição e também na experiência do paciente. Quer aprender mais sobre o conceito de readmissão hospitalar e ver como reduzir esta taxa?  Continue a leitura deste artigo.  

O que é readmissão hospitalar?

A readmissão hospitalar é um termo que se refere à recorrência de internação de um paciente após ele(a) ter sido liberado da instituição de saúde onde recebeu tratamento. Isso significa que, após o desfecho clínico de uma doença ou condição médica, o indivíduo volta a necessitar de cuidados médicos devido ao mesmo problema de saúde ou a uma complicação relacionada.

A readmissão hospitalar é uma ocorrência que prejudica a jornada do paciente, pois pode resultar em uma piora da condição de saúde, além do aumento dos custos do hospital. 

Existem várias razões pelas quais a readmissão hospitalar pode ocorrer, incluindo tratamentos pouco eficientes, problemas na assistência e cuidados ou complicações relacionadas à doença.

Esse indicador de desempenho é fundamental para diminuir o impacto negativo na qualidade de vida do indivíduo e da sua família e auxilia a organização a aprimorar seus serviços.

Como diminuir a readmissão hospitalar?

Para diminuir a readmissão hospitalar e contribuir para uma jornada segura e de qualidade do paciente, é fundamental adotar algumas práticas.

A princípio, é essencial prezar por uma comunicação transparente e assertiva com o indivíduo durante e após a sua internação. Essa é uma das medidas mais significativas para diminuir os números de reincidência.

Além disso, é importante elaborar um plano personalizado para o paciente. Embora abordagens padrão auxiliem na organização dos casos, elas podem não atender às necessidades do internado. Por esse motivo, avalie as condições de forma recorrente e monitore o peso e os sintomas, de modo a conseguir traçar um plano de ação assertivo. 

A alta segura também é essencial para minimizar os riscos de readmissão hospitalar. O planejamento da alta segura deve ser iniciado logo quando o paciente é admitido no hospital e as ações permanecem durante a internação e culminam com a liberação. Auditorias clínicas são importantes para verificar a adesão às práticas planejadas e para identificar pontos a serem aperfeiçoados. Acesse agora mesmo um checklist para a alta hospitalar segura.  

Essas e outras abordagens podem ser realizadas com mais praticidade utilizando recursos tecnológicos apropriados, que permitem centralizar os dados e monitorar o tempo de internação do paciente.

Como medir a qualidade da jornada do paciente?

Para metrificar a qualidade da jornada do paciente e determinar se houve uma experiência positiva, é fundamental ter indicadores de desempenho para analisar. Um dos mais importantes, nesse cenário, é o índice de readmissão hospitalar, que permite verificar quantos indivíduos voltaram ao hospital após a alta.

Além da taxa de readmissão hospitalar, existem outros indicadores que ajudam a medir a eficiência dos serviços prestados pelos hospitais e a satisfação dos pacientes, como, por exemplo:

  • tempo de espera para atendimento
  • taxa de infecção hospitalar
  • satisfação do paciente com o atendimento
  • tempo de internação
  • índice de rejeição de pacientes
  • taxa de mortalidade

É essencial avaliar estes indicadores de desempenho regularmente para garantir a qualidade assistencial e uma experiência positiva para o paciente.

Jornada segura do paciente

Como a plataforma Valor Saúde Brasil contribui para a redução das readmissões não planejadas? 

A plataforma Valor Saúde Brasil é a junção do DRG Brasil com a inteligência artificial que contribui significativamente para a redução das readmissões não planejadas.

DRG é uma metodologia que classifica os pacientes internados em hospitais de acordo com a complexidade da assistência necessária. Cada DRG é uma combinação de fatores que incluem condição clínica que levou à internação, as complicações e comorbidades associadas, às cirurgias e outros procedimentos realizados, a idade e outras variáveis relevantes. 

Individualmente, cada DRG representa um “produto” assistencial clínico ou cirúrgico com um consumo de recursos homogêneo. Por exemplo: uma idosa de 80 anos internada em um hospital devido a uma infecção urinária e que também possui insuficiência cardíaca, diabetes e hipertensão terá um tempo estimado de permanência de 7 dias, conforme o DRG de admissão. Já um paciente jovem com o mesmo diagnóstico e sem outras patologias terá um tempo estimado de internação de até 3 dias. 

O DRG Brasil classifica os grupos de DRG em níveis de severidade, considerando as necessidades específicas de cada paciente e a gravidade de sua condição. 

A plataforma Valor Saúde Brasil utiliza as informações geradas pelo DRG Brasil e, com apoio da inteligência artificial, gera painéis, gráficos e diagramas que ajudam os hospitais a identificar onde estão ocorrendo os desperdícios e as disfunções assistenciais.

Logo após a admissão do paciente, a partir do DRG admissional, o modelo preditivo da inteligência artificial da plataforma Valor Saúde Brasil identifica, mensura e disponibiliza o tempo de permanência previsto para o nível de complexidade assistencial do paciente, assim como a chance de ocorrência de readmissão hospitalar (assim como outras complicações, por exemplo, condições adquiridas e óbito) em tempo real, à beira do leito, ao longo de toda a jornada hospitalar.

Com acesso a essas informações em tempo real, a equipe de desospitalização pode atuar de forma mais oportuna e eficaz, proporcionando oportunidades de ajustes no plano de cuidados e de alta do paciente em conjunto com a equipe multidisciplinar responsável pela assistência, trabalhando para uma transição de cuidados segura.

Nesse momento, fatores contribuintes para falha na transição do cuidado são identificados, podendo ser gerenciados precocemente, identificando as necessidades sociais, de educação e outros intervenientes essenciais para a alta segura.

A plataforma possui um painel de readmissões não planejadas que mostra os grupos de DRG que mais estiveram associados à ocorrência de readmissão não planejada dentro dos 30 dias após a alta. Exibe, também, a taxa de readmissão por tipo de DRG (clínico ou cirúrgico) e as especialidades associadas ao evento. 

Saiba mais sobre a plataforma Valor Saúde Brasil, entre em contato com nossos especialistas!

DRG hospital

Créditos/imagens:

Foto em destaque: seb_ra by iStock

Foto do corpo do texto: tonefotografia by iStock

Posts Relacionados

Hospital Nossa Senhora das Graças reduz permanência média em 1 dia com DRG Brasil

Modelo Assistencial
11 de abril de 2024
leia agora

Notificação de eventos adversos: um guia para hospitais

Modelo Assistencial
28 de março de 2024
leia agora

Hospital Unimed Fortaleza economiza R$217 mil em custos com diárias de internação em leitos de UTI usando DRG Brasil 

Modelo Assistencial
26 de março de 2024
leia agora
QMS Certification

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.


(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital