Modelo Assistencial

7 dicas para melhorar a segurança do paciente

DRG Brasil
Postado em 16 de março de 2023 - Atualizado em 28 de setembro de 2023

Melhorar a segurança do paciente deve ser prioridade para qualquer instituição de saúde e existem práticas que podem ajudar neste quesito. Com protocolos eficientes e foco no cuidado com o paciente, é possível reduzir incidências de internação e obter resultados mais positivos com os tratamentos.

Confira sete recomendações que separamos e veja por que vale a pena considerar soluções tecnológicas que ajudam a melhorar a segurança do paciente. 

1. Treinamento da equipe multidisciplinar

O treinamento da equipe multidisciplinar é fundamental para melhorar a segurança do paciente. Os profissionais de saúde devem ser capacitados para identificar e prevenir eventos adversos e para agir de forma rápida e eficaz em situações de emergência.

É fundamental que todos os profissionais de saúde estejam envolvidos nesse processo, incluindo médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e farmacêuticos, entre outros. 

O treinamento deve ser contínuo, de modo a manter a equipe atualizada em relação às novas técnicas e procedimentos.

2. Uso da tecnologia

A tecnologia pode ser aliada no monitoramento da segurança do paciente, prevenindo falhas assistenciais. Sistemas de alerta precoce, por exemplo, podem ajudar a detectar mudanças nos sinais vitais dos pacientes antes que ocorram complicações graves.

Além disso, recursos modernos também podem ser usados para melhorar a precisão e segurança da administração de medicamentos, evitando falhas e aumentando a eficácia do tratamento.

Com os avanços da medicina, é essencial que a instituição alinhe seus cuidados com o paciente e tenha tecnologias para prever cenários e realizar a gestão de riscos assistenciais.

3. Melhora a comunicação entre equipe, pacientes e familiares

A comunicação efetiva entre a equipe, pacientes e familiares é essencial para garantir a segurança do paciente. Os pacientes devem ser informados sobre sua condição de saúde e os procedimentos que serão realizados.

Os familiares também precisam ser atualizados sobre cada etapa do tratamento, para se prepararem e acompanharem de perto os resultados. A equipe multidisciplinar deve se comunicar de forma clara e objetiva, evitando jargões técnicos e termos de difícil entendimento durante o procedimento.

Isso pode evitar mal-entendidos e reduzir o risco de falhas na assistência. A comunicação também pode ajudar a identificar problemas precocemente e garantir que o paciente receba o tratamento adequado e em tempo hábil.

4. Adoção de protocolos e diretrizes clínicas para a prevenção de infecções hospitalares

A adoção de protocolos e diretrizes clínicas para a prevenção de infecções hospitalares é uma medida importante para garantir a segurança do paciente. A higienização adequada das mãos, por exemplo, pode reduzir significativamente a transmissão de bactérias e vírus.

Por isso, é essencial ter orientações clínicas que sejam devidamente cumpridas, garantindo que as melhores práticas sejam seguidas em todas as etapas do atendimento. Além disso, a adoção dessas normas pode melhorar a eficácia do tratamento e garantir o tempo de permanência hospitalar adequado.

5. Implementação de medidas de segurança no ambiente hospitalar

A implementação de medidas de segurança no ambiente hospitalar, como a identificação correta dos pacientes, o controle de acesso e o monitoramento de equipamentos, pode reduzir significativamente o risco de eventos adversos.

Isso porque ajuda a evitar erros na administração de medicamentos e procedimentos e também a ocorrência de falhas técnicas que comprometem a proteção dos internados.

Implementação de medidas de segurança no ambiente hospitalar

6. Avaliação e gerenciamento de riscos em processos assistenciais

A avaliação e o gerenciamento de riscos em processos assistenciais são medidas importantes para identificar possíveis problemas e implementar as medidas preventivas. São ações que garantem a identificação do acontecimento e que evitam que ele se repita com outros pacientes. 

O uso de checklists e a análise de incidentes também podem ser úteis para melhorar a segurança do paciente. São ferramentas que permitem que os profissionais tenham mais controle sobre cada procedimento

7. Promoção da cultura de segurança entre a equipe multidisciplinar

Por fim, a promoção da cultura de segurança entre a equipe multidisciplinar é fundamental para garantir que o paciente esteja em um ambiente controlado, protegido e no centro do cuidado.

A conscientização sobre a importância dessa garantia deve ser uma prioridade em todas as etapas do atendimento, desde a triagem até a alta hospitalar. Para isso, a instituição deve promover orientações, eventos e implementar protocolos que reforcem esse valor entre os profissionais do setor.

Como a plataforma Valor Saúde Brasil contribui com a jornada segura do paciente?

A plataforma Valor Saúde Brasil by DRG Brasil + Inteligência Artificial é uma ferramenta valiosa para as organizações que buscam minimizar falhas e maximizar a segurança do paciente. 

O sistema utiliza algoritmos de aprendizado de máquina para identificar antecipadamente os fatores de risco que podem expor os pacientes a perigos durante sua internação.

O aplicativo Valor Saúde Brasil possibilita a gestão do tempo de internação, a previsão de riscos e a implementação de medidas preventivas para evitar eventos adversos.

Além disso, o app integra a equipe médica, o paciente/família e a operadora de saúde, promovendo transparência nas relações, rapidez na solução de problemas administrativos e qualidade na assistência médica.

O objetivo é seguir os princípios da medicina 4P (Preditiva, Preventiva, Personalizada e Participativa) e fornecer atendimento individualizado e no momento certo para cada pessoa.

Conheça a plataforma Valor Saúde Brasil e otimize os processos da sua instituição de saúde para favorecer a segurança do paciente.

DRG hospital

Crédito/imagens:

Foto de capa: PeopleImages by IStock

Foto do corpo do texto: Povozniuk by iStock

Posts Relacionados

Operadoras de planos de saúde: um guia para a eficiência

Modelo Assistencial
18 de abril de 2024
leia agora

Hospital Nossa Senhora das Graças reduz permanência média em 1 dia com DRG Brasil

Modelo Assistencial
11 de abril de 2024
leia agora

Notificação de eventos adversos: um guia para hospitais

Modelo Assistencial
28 de março de 2024
leia agora
QMS Certification

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.


(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital