Gestão da Qualidade

Bases de dados em saúde: saiba como os indicadores de desempenho impactam na Gestão da Qualidade

DRG Brasil
Postado em 7 de janeiro de 2022

As organizações de saúde nunca geraram tanta informação quanto atualmente. Na era da interconectividade, quase todos os movimentos gerenciais podem ser monitorados — do mapeamento de riscos à análise de metas de longo prazo.

Contudo, infelizmente, nem todas as instituições do setor utilizam o máximo das potencialidades de suas bases de dados em saúde em favor da melhoria contínua (o que ficou evidenciado durante a pandemia de COVID-19).

De fato, a gestão da qualidade impõe coordenação de processos, ação intimamente atrelada ao monitoramento eficiente de indicadores de desempenho. Isso se faz com metodologia e, principalmente, tecnologia.

Hoje você vai entender a importância do gerenciamento de indicadores para entregar assistência à saúde em nível de excelência e aprender como fazê-lo em alta performance! Confira!

Por que o monitoramento de indicadores é crucial aos gestores de saúde?

Sem saber onde se quer chegar, não se chega a lugar algum. Parece óbvio, mas inúmeras organizações de saúde ainda não controlam estrategicamente os dados e documentos que passam pela sua administração no dia a dia. Como, então, entregar valor na assistência ao paciente sem entender o que acontece nos processos internos da instituição?

Especialmente em se tratando de entidades que lidam com bases de dados em saúde, é imprescindível afastar-se da subjetividade na tomada de decisões. E isso se faz com mensuração de resultados a partir de indicadores gerenciais.

Dada a quantidade de informações, a complexidade de processos e a dificuldade de interpretação dos números obtidos, a maioria das empresas de ponta no setor recorre a softwares de gestão da qualidade como porto seguro no monitoramento desses parâmetros.

Um exemplo é o SigQuali, plataforma de Gestão da Qualidade que dispõe, entre suas funcionalidades, de um completo dashboard de indicadores de performance que permite ao gestor acompanhar o desempenho dos processos internos. Assim, ajuda a oferecer insights valiosos para melhor aplicação de recursos e aprimoramento dos resultados.

Quais são os KPIs que não podem ser ignorados pelo setor de saúde?

Saber como lidar com bases de dados em saúde é o divisor de águas para as empresas do segmento, haja vista que o mercado impõe qualidade crescente em meio a recursos escassos. Essa matemática só é solucionada com análise e decisão com base em KPIs (Key Performance Indicators, ou Indicadores-Chaves de Performance).

Veja, a seguir, alguns dos mais importantes indicadores de desempenho em saúde!

Taxa de readmissão

Trata-se do resultado obtido pela divisão entre o número de pacientes que retornam à assistência ambulatorial (após receberem alta hospitalar) e o total de pacientes atendidos em determinado período.

Esse parâmetro pode indicar falhas no processo de atendimento, que encarecem o custo/paciente e elevam desnecessariamente duas outras variáveis: a taxa de ocupação hospitalar e o índice de sinistralidade dos planos de saúde.

Média de pacientes/dia

Indicador que representa o volume médio de assistências prestadas em cada núcleo de especialização médica. Contabilizada eletronicamente, essa variável pode revelar mudanças no perfil epidemiológico de uma região, permitindo aos gestores antecipar medidas de prevenção de sobrecarga.

Taxa de giro de leitos

Também chamada de taxa de rotatividade, é obtida pela divisão entre o número de altas em internações (desocupação de vagas) e o número de leitos no mesmo período. Índices insatisfatórios podem indicar infraestrutura menor que a demanda ou ineficiente gerenciamento de leitos.

Há ainda dezenas de outras bússolas essenciais a quem atua no setor, como indicadores de rentabilidade, índice de satisfação do paciente, análise da produtividade clínica, média de emissão de laudos/dia etc. Controlar tudo isso é fazer gestão de riscos com bases de dados em saúde.

profissional usando estetoscópio em frente a uma tela com informações de bases de dados em saúde

Como o SigQuali contribui para a gestão de bases de dados em saúde?

O SigQuali pode ser usado por hospitais, laboratórios, operadoras de planos de saúde, entre outras organizações de saúde com o objetivo de integrar os mais importantes frameworks de gestão de qualidade em saúde, como:

  • ISO 9001: conjunto de normas técnicas gerais de gestão da qualidade, a maioria aplicável à medicina;
  • ISO 31000: norma dedicada à gestão de riscos;
  • ONA (Organização Nacional de Acreditação): a mais relevante das diretrizes brasileiras voltada à qualidade dos serviços de saúde e segurança do paciente. Atualmente, mais de 80% das instituições acreditadas no país adotam os padrões ONA;
  • Acreditação de Operadoras: certificação de boas práticas em gestão de operadoras de planos de saúde, oferecida pela ANS às empresas que atendem às diretrizes da Resolução Normativa nº 452/2020;
  • OHSAS (Occupational Health and Safety Assessment Series) regramento de origem britânica que pode ser traduzido como “Série de Avaliação de Segurança e Saúde Ocupacional”;
  • JCI (Joint Commission International): com sede nos EUA, o mais famoso órgão certificador de saúde no mundo, responsável por avaliar metas de segurança do paciente, gestão no uso de medicamentos, prevenção de infecções, qualificação dos profissionais, entre outros KPIs;
  • NIAHO (National Integrated Accreditation for Healthcare): oriunda dos EUA e focada na gestão do corpo clínico, segurança do atendimento e resultados assistenciais, a NIAHO é referência internacional em programa de excelência em saúde.

Qual os diferenciais do SigQuali na dinâmica de gerenciamento de dados em saúde?

A plataforma reúne informações e otimiza os processos das organizações de saúde, reduzindo a papelada e simplificando as rotinas operacionais.

Com o SigQuali, é possível ter acesso rápido a inúmeros referenciais e transpor o conjunto dos dados da empresa a metodologias específicas de gestão, como Balanced Scorecard (BSC), 5W2H e Diagrama de Ishikawa.

Além disso, o módulo “Documentos” abre as portas da empresa a uma verdadeira biblioteca virtual, através da qual a instituição unifica todos os seus arquivos em um único local, armazenado em nuvem, com segurança criptografada e hierarquia de permissões conforme o perfil de cada usuário. Trata-se de um novo patamar em gestão de bases de dados em saúde.

Entre os atributos da ferramenta, vale destacar:

  • interface amigável e intuitiva, com dados de fácil análise;
  • junção de padrões de qualidade de diversas fontes;
  • substituição das planilhas por uma base eletrônica;
  • hospedagem no Data Center da Amazon, o que assegura segurança da informação de excelência, nos termos da ISO 27001;
  • desenvolvimento adequado à LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

Com módulos de Indicadores, Análises Críticas, Gestão de Riscos, Mapa de Processos, Ações e Projetos e Não Conformidade, essa plataforma de gestão da qualidade transforma a imensidão de referenciais em clareza de informações. Esse é o limite entre “ter uma base de dados” e “saber como utilizá-la” para agregar valor na assistência à saúde.

E por falar em bases de dados em saúde, que tal aprender como realizar a avaliação de riscos para aumentar a entrega de valor em saúde? Acesse nosso conteúdo e aprofunde seus conhecimentos no assunto!


Créditos/Imagens

Imagem de destaque

Imagem do meio do conteúdo

Posts Relacionados

VMO: saiba o que é e como estruturar um escritório de valor na sua organização de saúde

Gestão da Qualidade
21 de janeiro de 2022
leia agora

Como construir uma Matriz de Gestão de Riscos?

Gestão da Qualidade
4 de dezembro de 2021
leia agora

Mapa de Processos na Saúde: saiba como aplicar em sua organização

Gestão da Qualidade
5 de novembro de 2021
leia agora

(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital