Modelo Assistencial

Dia do Hospital: uma celebração à grandeza deste ator no sistema de saúde

DRG Brasil
Postado em 2 de julho de 2022

O Dia do Hospital ocorre em 2 de julho e a data traz grandes reflexões para o setor. O objetivo é consagrar os serviços dessas instituições e seus profissionais.

Em 2 de julho, comemoramos o Dia do Hospital no Brasil. Ter uma data dedicada para essas instituições evidencia a sua importância no sistema de saúde e para a sociedade. Afinal, os hospitais são responsáveis por oferecer serviços de assistência — com tratamentos que vão desde a menor até a maior complexidade.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o hospital deve ser organizador médico-social, cujo objetivo central é a oferta de assistência médica com finalidade curativa e preventiva. Além disso, são pólos de desenvolvimento da medicina e da pesquisa.

Entenda mais sobre a origem e a importância dessa data no artigo a seguir!

A origem da data

O Dia do Hospital é comemorado desde 1961, sendo criado pelo Decreto n.º 50.871/1961. Essa data foi escolhida devido à fundação do Hospital da Santa Casa de Misericórdia de Santos que foi uma instituição pioneira no cuidado médico gratuito em um período em que a assistência à saúde não era um direito constitucional.

Por que é tão importante homenagear essas instituições? A resposta talvez esteja na própria origem da palavra. Ela surgiu do latim “hospitalis”, que significa acolhimento ou hospitalidade. Portanto, são espaços onde os pacientes são acolhidos humanamente em seus momentos de maior vulnerabilidade.

Hospitais são centros de referência no atendimento às demandas de saúde de média e alta complexidade. Um dos seus principais papéis é o diagnóstico, o tratamento e a reabilitação das mais diversas afecções. No entanto, ele apresenta outras funções essenciais:

● promoção à saúde. Os hospitais apresentam uma interface muito grande com a sociedade. Frequentemente, são responsáveis por coordenar ações para convidar a população a melhorar os cuidados com a saúde. Além disso, são vistos como referência de informações técnicas pelos órgãos regulamentadores;

● desenvolvimento tecnológico. Os hospitais também são responsáveis pela gestão imparcial e técnica de inúmeros estudos clínicos de ferramentas diagnósticas e terapêuticas;

● controle epidemiológico. Agravos transmissíveis e não transmissíveis de interesse público geralmente desaguam nos hospitais, os quais têm a tarefa de notificar os órgãos de saúde e promover o controle de infecções.

Dessa forma, são pontos focais de geração de valor para toda a população brasileira. Para isso, realizam investimentos em tecnologia, inovação e qualificação técnica. Por esse motivo, a população os enxerga como centros de referência em relação a condições agudas ou complicadas.

A homologação do Dia do Hospital

Segundo o Decreto n.º 50.871/1961, a data tem um “sentido de consagração aos inumeráveis e valiosos serviços prestados pelas instituições hospitalares do País”. Em outras palavras, é uma forma de reconhecimento desses atores tão importantes ao desenvolvimento social.

No entanto, mais do que as instituições em si, a data deve ser vista enquanto um momento de valorização das pessoas que compõem as equipes multidisciplinares de um hospital.

Isso inclui tanto profissionais na linha de frente assistencial quanto o corpo de administração e de manutenção desse espaço, a exemplo de:

● médicos;

● enfermeiros;

● nutricionistas;

● terapeutas ocupacionais;

● psicólogos;

● técnicos radiologistas;

● administradores e gestores;

● auxiliares administrativos;

● motoristas de ambulância;

● recepcionistas;

● porteiros;

● cozinheiros.

Todos esses trabalhadores da saúde são importantes para a entrega de valor e segurança aos pacientes. Cada um deles têm papel equânime e insubstituível na equipe hospitalar.

Os hospitais com papel indispensável no desenvolvimento científico

As comemorações concernentes à data não devem se restringir à valorização dessas instituições na qualidade assistencial. É fundamental lembrar também do importante papel delas no avanço técnico-científico.

Os hospitais conectam a indústria da saúde aos pacientes, caracterizando-se também como um local de desenvolvimento científico. Sendo assim, são espaços onde as pesquisas podem acontecer para o máximo benefício do paciente. Para isso, eles atuam em ações como:

●desenvolver protocolos e manuais de ética em pesquisa clínica, assim como garantir a sua implementação em todos os estudos;

● coordenar estudos duplo-cego — método de ensaio clínico de dupla ocultação, que representam a melhor metodologia para investigação da eficácia de intervenções;

● atender a eventos adversos durante o curso dos estudos clínicos;

● avaliação dos desfechos clínicos.

Por esse motivo, nos melhores hospitais, também se concentram os melhores pesquisadores da área da saúde. Sendo assim, estão também no centro da geração de valor para a ciência e tecnologia médica.

Os desafios recentes do setor hospitalar

A história dos hospitais se confunde com a história dos avanços médicos. À medida que essas instituições se tornaram centros técnico-científicos, ocorreram também a profissionalização de uma medicina como uma prática baseada em evidências clínicas, conduzidas com métodos rigorosos.

A pandemia de Covid-19

Os hospitais estavam no epicentro da emergência em saúde provocada pela Covid-19. Nela, todos os olhos se voltaram para essas instituições. Então, as pessoas puderam perceber a importância de centros bem-equipados e com um corpo técnico qualificado. Além disso, uma das principais mensagens da pandemia se refere ao valor de uma gestão hospitalar de excelência.

Em cenários de poucos recursos, isso significou a manutenção da qualidade de atendimento e de bons desfechos. Também mostrou que mesmo locais com recursos abundantes podem carecer de qualidade quando a gestão é ineficiente.

Veja características que fizeram diferença na resposta à pandemia:

● práticas de governança clínica baseadas na saúde de valor;

● protocolos clínicos padronizados para orientar o corpo clínico;

●comissões de controle de infecções hospitalares proativos e engajados com a segurança do paciente;

● gestão de custo focada em qualidade e gerenciamento inteligente de recursos;

●modelos de remuneração que beneficiam profissionais empenhados em melhores resultados assistenciais;

uso de tecnologias que permitem a dedicação máxima às atividades fins em vez de redirecionar os esforços para tarefas burocráticas;

●gestão baseada na geração de valor real para colaboradores, pacientes e stakeholders (como investidores e fornecedores);

● lideranças atentas para o bem-estar e a saúde mental dos profissionais.

Os hospitais mais preparados foram justamente aqueles que já implementavam essas medidas mesmo antes de a pandemia iniciar.

A assistência à saúde e o impacto sobre o paciente

Hoje em dia, a saúde baseada em valor é o melhor paradigma para garantir o máximo impacto sobre o paciente na assistência à saúde. Para isso, é necessário olhar para os mais diversos aspectos que garantem a qualidade dos hospitais:

mensuração de indicadores clínicos, assistenciais, financeiros, entre outros;

● práticas de melhoria contínua e de otimização do uso de recursos;

●foco em segurança do paciente e na melhora de desfechos clínicos (taxas de morbidade, mortalidade, reinternação, entre outras);

● fortalecimento das ações de cuidado primário para reduzir internações evitáveis;

●preocupação com a experiência do paciente, o que inclui ações assistenciais, como ambientes confortáveis, equipe acolhedora e agilidade no atendimento.

Para isso, há algumas ferramentas fundamentais a serem implementadas ou otimizadas:

auditorias hospitalares;

● implementação de sistemas de saúde baseada em valor;

● profissionalização da gestão de custo em práticas modernas de sustentabilidade (financeira, social e ambiental);

● ferramentas de excelência para a gestão hospitalar, como o balanced scorecard.

O Dia do Hospital é uma data para nos lembrarmos da grande contribuição social que esses centros promovem. Além disso, é um momento para refletirmos em como eles podem se aprimorar continuamente para corresponder às grandes expectativas depositadas pelo público em geral.

Quer entender melhor o que é a saúde baseada em valor e sua importância no desenvolvimento das atividades assistenciais? Veja aqui o conceito, aplicações e benefícios!


Créditos/Imagens

Imagem de destaque

Imagem de meio de conteúdo

Posts Relacionados

Nenhum post relacionado até o momento


(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital