Modelo Assistencial

Equidade na saúde: o que isso tem a ver com a entrega de valor?

DRG Brasil
Postado em 25 de janeiro de 2021 - Atualizado em 28 de setembro de 2023

O acesso à saúde de qualidade é direito de todos, independentemente de idade, gênero, classe social, cor ou orientação sexual. Essa premissa, além de traduzir o princípio da universalidade, tem uma relação direta com a equidade na saúde. Esse costuma ser lembrado em períodos eleitorais, quando os candidatos tentam trazer propostas inovadoras para melhorar o atendimento aos cidadãos ao mesmo tempo que freiam desperdícios.

Porém, foi devido à pandemia da Covid-19 que o termo “equidade na saúde” se tornou de extrema relevância — especialmente na aplicação dos seus princípios em relação ao Calendário de Vacinação no combate à doença, estabelecendo prioridade a grupos de risco. Já na 4.ª dose do imunizante, a vacina está disponível para idosos acima de 60 anos.

Neste artigo, vamos abordar o conceito de equidade na saúde e sua relação com a entrega de valor, apresentando algumas das principais ações para a sua promoção e entrega com valor agregado. Boa leitura!

O que é equidade na saúde?

O SUS (Sistema Único de Saúde) tem como princípio a integralidade que norteia as suas ações e atua junto a outros, a exemplo da universalidade e da equidade, tendo como objetivo atender os usuários em todas as demandas. Ele envolve ações voltadas à atenção primária, secundária e terciária.

A concepção de equidade na saúde é um dos grandes princípios norteadores do SUS. No entanto, esse termo não está explícito em sua principal norma, a Lei Nº 8.080 de 19 de setembro de 1990, já que só passou a ser incorporado nas discussões após a sua promulgação.

O conceito de equidade na saúde foi formulado por Margaret Whitehead, fundadora do Centro Colaborador da Organização Mundial de Saúde (OMS) para Pesquisas de Políticas sobre os Determinantes Sociais da Saúde, que integrou a ideia de justiça à distribuição igualitária.

Nos últimos 30 anos, Margaret se dedicou aos estudos da falta de equidade em saúde e, em 2018, foi nomeada como "Mulher Destaque na Medicina", pela Royal College of Physicians (RCP), no Reino Unido.

Objetivos do conceito de equidade

O principal objetivo na aplicação desse conceito é estabelecer uma abordagem positiva em benefício dos mais desfavorecidos ou daqueles que, em determinado momento, estejam necessitando de mais atenção. Na prática, qualquer pessoa, chegando a um hospital, teria o direito ao atendimento. No entanto, determinados indivíduos contariam com prioridade, a depender da situação.

Exemplo disso pode ser conferido com a classificação para o atendimento de pacientes, considerando o risco. Nesse caso, a preferência é definida combinando critérios de ordem de chegada, urgência e gravidade. Assim, uma vítima de acidente grave terá direito a passar na frente de quem não precisa de um atendimento tão urgente.

O princípio da equidade na vacinação contra a Covid-19

O princípio de equidade ganhou enorme relevância no contexto da Covid-19. A propósito, há um apelo da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) aos países, solicitando que reflitam sobre os milhões de pessoas deixadas para trás devido à falta de acesso às vacinas contra essa doença.Para Carissa F. Etienne, diretora da OPAS, devemos empreender “esforços extraordinários para que os mais desfavorecidos e vulneráveis não sejam deixados para trás ou deixados de fora da agenda de mudanças climáticas e saúde”.

Qual a relação entre equidade na saúde e entrega de valor?

A ideia da entrega de valor é proporcionar ao paciente resultados em saúde, com qualidade assistencial e redução de desperdícios. A equidade na saúde, relacionada à entrega de valor, pode ser reconhecida quando gerimos os recursos de maneira otimizada e distribuímos a diferentes grupos — enquanto consideramos uma igualdade justa e maximizamos o valor a toda a população.

médico negro representando a equidade na saúde

Essa relação pode ser identificada quando o sistema de saúde disponibiliza mais leitos a hospitais com maior número de pacientes em situação grave devido à Covid-19, por exemplo.

Além disso, a equidade em saúde deve ser aplicada na gestão de custos, a fim de evitar desperdícios de procedimentos médicos, problema que causou um gasto de R$ 28 bilhões aos planos de saúde, em 2017.

Além de intensificar a eficiência do uso do leito, empreender esforços para inclusão de todos no Calendário de Vacinação e gerenciar os custos, outras ações para estimular a equidade e o cuidado baseado em valor são:

  • aumentar a segurança assistencial;
  • aprimorar a atenção primária e a de emergência.

Dessa forma, devemos considerar que a equidade na saúde é um princípio relacionado às políticas do SUS, como já comentamos, no entanto, vale dizer que ela pode — e deve — ser praticada por todo o sistema de saúde brasileiro: operadoras da saúde suplementar, hospitais privados, empresas contratantes de planos, empresas fornecedoras de consultoria e de tecnologia etc.

Com isso, todos os grupos (pacientes, médicos, gestores de hospitais) se beneficiam.

Como promover a equidade na saúde e entregar mais valor?

Para promover a equidade na saúde e entregar mais valor, é preciso, antes de qualquer ação, compreender ambos os conceitos em seus reais significados. Além disso, é essencial adotar métricas para avaliar se os serviços prestados, bem como os procedimentos, conseguem agregar valor.

A seguir, veja algumas das principais ações com esse objetivo.

Compreenda o significado de equidade

Quando falamos nessa concepção, é importante diferenciá-la de igualdade, já que essa significa a distribuição homogênea a todos da mesma quantidade de bens. Já a equidade relaciona-se à noção de justiça e de equiparação, de modo a promover não a mesma quantidade de recursos, mas sim o equilíbrio de acordo com a necessidade.

Isso pode ser medido no momento de fazer a gestão de leitos, na avaliação de riscos do paciente e na decisão sobre os procedimentos a serem solicitados, por exemplo.

Entenda o significado de Valor em Saúde

Valor em Saúde é a qualidade da assistência dividida pelo seu custo. Ele também pode ser conferido ao entregar:

  • valor personalizado — atendimento às necessidades individuais, objetivando o melhor desfecho possível de cada caso;
  • valor técnico — modo como os recursos são otimizados, com base em qualidade, segurança e economia;
  • valor de alocação — maneira como os recursos são distribuídos para diferentes pessoas, prezando pela equidade.

Estabeleça uma auditoria hospitalar

Auditoria hospitalar é um processo interno alimentado por informações sobre a rotina da instituição, com o objetivo de otimizar a gestão, entregar mais valor no atendimento e reduzir custos. A meta deve ser o atingimento da qualidade em serviços de saúde, com base em melhorias contínuas.

Avalie fatores determinantes para garantir equidade com valor

É necessário medir os resultados em saúde entregues à população, já que, somente dessa forma, conseguimos saber se os recursos têm sido bem aproveitados e se a qualidade é realmente entregue. É também com essa mensuração que temos como identificar gargalos e estabelecer ações adequadas para melhorar os modelos assistenciais e remuneratórios na saúde.

Os atributos importantes no momento dessa avaliação, que conferem valor a um sistema de saúde, são:

  • segurança — a assistência deve estar desprovida de danos ao paciente;
  • eficácia — os serviços devem ter base em evidências científicas e serem direcionados apenas àqueles que podem se beneficiar deles;
  • centralidade do paciente — as decisões quanto a procedimentos também devem levar em conta as preferências do paciente;
  • acesso — a redução de esperas e atrasos é importante na experiência do paciente;
  • eficiência — o uso racional dos recursos deve ter foco em todas as etapas, incluindo evitar desperdício de equipamentos, materiais, diárias e recursos humanos;
  • equidade — a qualidade da assistência não pode variar com as características pessoais do paciente (como gênero, etnia ou nível socioeconômico), mas o tipo de serviço oferecido pode ser diferente, de acordo com sua complexidade e criticidade clínicas.

Implemente a gestão de riscos 4P

A equidade e a entrega de valor envolvem outras premissas como a gestão de riscos 4P, pois colocam o paciente enquanto centro das atenções. Ela tem como base os seguintes preceitos:

  • participação — o paciente, assim como a sua família e equipe, são motivados a participar e a tomar decisões em conjunto;
  • personalização — atendimento e análise de riscos são realizados de maneira personalizada, conforme as necessidades e as realidades do indivíduo;
  • predição — com base em análise de riscos, a fim de evitar desfechos indesejáveis e eventos adversos;
  • prevenção — com gerenciamento para uma prática preventiva, a fim de evitar o surgimento ou o agravamento de doenças.

Aplique a remuneração baseada em valor

A remuneração baseada em valor — diferentemente daquela que remunera por quantidade de procedimentos — considera a qualidade dos serviços e os resultados obtidos no processo de assistência ao paciente.

Trata-se de uma forma justa de remunerar e, por isso, equitativa de medir o mérito médico, já que o paciente se torna o centro, a gestão de riscos 4P é favorecida, e o modelo de saúde ganha mais sustentabilidade.

Adote tecnologias avançadas

Não é possível pensar na adoção de ações voltadas à equidade e à entrega de valor sem empregar tecnologia de ponta. Somente a partir da coleta, transformação, análise e comparação de dados as instituições conseguem visualizar e entender os seus principais gargalos. Com isso, é possível planejar ações adequadas, com foco em melhoria contínua, para o alcance da excelência em prestação de serviços de saúde.

A plataforma Valor Saúde Brasil by DRG Brasil vem ao encontro dessa necessidade, pois apresenta recursos tecnológicos avançados como Big Data, Inteligência Artificial e Analytics para promover uma gestão mais eficiente e tomada de decisões mais seguras. A ferramenta proporciona os seguintes benefícios:

  • monitora os resultados assistenciais — modelos preditivos de desfechos esperados para a população atendida, construídos via inteligência artificial, facilitam a governança clínica;
  • oferece transparência nas informações — proporciona maior confiabilidade quanto à tomada de decisões;
  • personaliza e organiza dados — reúne, em um só lugar, todas as informações mais relevantes sobre o diagnóstico do paciente, considerando o grau de complexidade;
  • faz predições e prevenções — detecta grupos de risco e age a tempo para evitar complicações;
  • estimula a participação dos colaboradores — equipes multidisciplinares se tornam mais engajadas e participativas no cuidado com o paciente.

Exemplo da eficiência da plataforma em gerar equidade agregando valor é a habilitação da disponibilização de leitos para pacientes com Covid-19. Uma das influências nesse sentido é o risco de dar alta a pessoas que necessitam de mais tempo para a estabilização do quadro clínico.

Por meio da codificação de dados admissionais do paciente no app DRG Brasil Inteligência Artificial, que pode ser realizada à beira do leito e atualizada com novos diagnósticos e procedimentos, gestores e médicos conseguem a informação de maneira instantânea sobre previsão de alta.

Nesse sentido, a plataforma Valor Saúde Brasil é uma potente ferramenta de governança clínica que auxilia todos os envolvidos na entrega de valor ao paciente, melhorando a sua experiência e ampliando o seu acesso.

Como mostramos neste artigo, falar em equidade na saúde é debater sobre políticas e formas de gestão que visem propiciar serviços de saúde mais justos e equiparados. Relacionar esse significado à saúde baseada em valor nos leva, ainda, a pensar na entrega de qualidade com sustentabilidade, colocando o paciente no centro das atenções — conceitos que devem nortear as ações tanto da rede pública quanto da privada.

Está preparado para transformar seus serviços e sua gestão em saúde? Conheça a plataforma DRG Brasil e usufrua de mais economia e segurança!

Créditos/Imagens

Posts Relacionados

Como aumentar a produtividade de equipes assistenciais em hospitais?

Modelo Assistencial
16 de maio de 2024
leia agora

Hospital Santo Antônio usa DRG Brasil para melhorar atendimento nas linhas de cuidado de pacientes com asma e sepse

Modelo Assistencial
3 de maio de 2024
leia agora

Codificação clínica: o que é e qual a real importância?

Modelo Assistencial
3 de maio de 2024
leia agora
QMS Certification

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.


(31) 3241-6520 | grupoiagsaude@grupoiagsaude.com.br

Creative Commons

Direitos autorais: CC BY-NC-SA
Permite o compartilhamento e a criação de obras derivadas. Proíbe a edição e o uso comercial. É obrigatória a citação do autor da obra original.

Os Termos de Uso e a Política de Privacidade deste site foram atualizados em 05 de abril de 2021. Acesse:
© ‎Grupo IAG Saúde® e DRG Brasil ® - Todos os direitos são reservados.
Logo Ingage Digital